• LinkedIn - Black Circle
  • Facebook
  • Preto Ícone Instagram
Telefone:   (31) 3213-9716
Whatsapp: (31) 9.9270-0043
Logo industria-i 6x6.jpg

Acesse também:

Plataforma de gestão de saúde tem foco em assistência a idosos frágeis

June 29, 2018

Tecnologia da MedLogic é capaz de medir grau de fragilidade de pacientes, gerar protocolos e criar prontuários eletrônicos detalhados.

A startup mineira MedLogic desenvolveu uma plataforma digital voltada a hospitais, clínicas e cuidadores de idosos. Com ela é possível medir o grau de fragilidade dos pacientes, gerar protocolos de cuidados específicos para cada um e criar prontuários eletrônicos precisos e detalhados.

 

Segundo a companhia, o software é capaz de melhorar a gestão de medicamentos, o fluxo de pacientes e de mantimentos em hospitais, operadoras de saúde e instituições de longa permanência (asilos). O aplicativo também pode ser utilizado diretamente por cuidadores de idosos.

 

O CEO da companhia, Daniel Melo, conta que a ideia de uma plataforma capaz de aumentar a assistência aos idosos frágeis veio a partir da observação das imensas filas de espera nos hospitais, da falta de atendimento, de erros na gestão hospitalar e no preenchimento de prontuários.

 

Para enfrentar esses problemas, a solução segmenta o público conforme o Índice de Vulnerabilidade Clínico Funcional-20 (IVCF-20), separando os idosos em diferentes graus de robustez e fragilidade.

 

Conforme a segmentação em que o idoso se encaixa, fica disponível um protocolo para cada tipo de necessidade, com recomendações de cuidado. “Com isso, aumentamos a prestação de serviços para a parcela frágil e diminuímos a atenção sobre aqueles que não estão em condições de fragilidade”, explica o CEO.

 

Segundo Melo, a diferenciação entre frágeis e saudáveis é o ponto chave para a melhoria dos sistemas de gestão hospitalares, gerando redução no número de internações e diminuído os custos assistenciais com o idoso. “Com a estratificação, nós conseguimos diminuir a Inflação de Custo Médico-Hospitalar (CMH) ”, diz. O CMH é o custo médio da disponibilização dos serviços de assistência médica às coberturas do plano de saúde durante um determinado período.

 

Prontuários eletrônicos

 

Com a plataforma, os idosos respondem um questionário de aproximadamente 20 perguntas sobre sua saúde. Caso não tenham condições de responder sozinhos, as questões são enviadas para um familiar próximo. A partir dessa coleta de informações, da estratificação conforme o IVCF-20 e dos protocolos de cuidados, é gerado um prontuário eletrônico.

 

Melo explica que, como o prontuário eletrônico da empresa vem com informações mais específicas, com as necessidades de cada um e com uma coleta de dados que pode ser alterada ou complementada a qualquer momento, acaba sendo mais completo do que os oferecidos pelos próprios hospitais.

 

Mas a MedLogic deixa claro que cabe às instituições de atendimento aceitar ou não o prontuário da plataforma. Algumas usam a tecnologia como complemento aos prontuários já existentes, outras optam por utilizar todas as informações e outras utilizam os próprios documentos.  

 

Negócio

Desde a sua fundação, em agosto de 2017, a companhia recebeu um volume aproximado de aportes de R$ 5 milhões no total, contando investimento anjo e de outras empresas. A MedLogic tem sede em Belo Horizonte e atualmente está presente nas regiões Sul e Sudeste, mas prepara expansão para outras regiões do Brasil.

 

Segundo o CEO, a base de clientes vem crescendo mensalmente, assim como o faturamento. A empresa, porém, não divulga números. Em 2018, a startup fechou projetos pilotos com as prefeituras de São Paulo e de Campinas (SP), com o Hospital Albert Einstein, em São Paulo, e com o Hospital das Clínicas de Belo Horizonte.

 

Ainda em 2018, a startup vai apostar no lançamento de um produto que o CEO denomina de pré-prescrição médica. A intenção é fazer um compilado de todas as medicações que, com evidências científicas, fazem mal à saúde do idoso, mas que ainda assim estão muitas vezes presentes nas receitas médicas. “É uma boa forma de conscientizar a família dos idosos do uso de medicamentos errados, um dos principais problemas atualmente”, diz Melo.

 

O lançamento é previsto para o segundo semestre de 2018. O módulo deve ser comercializado em forma de aplicativo. Todos os que já são clientes da MedLogic terão acesso ao app.

 

O mercado internacional também está nos planos. Depois de ganhar o prêmio de melhor inovação do programa StartOut Brasil, em outubro de 2017, na Argentina, o mercado latino-americano entrou na mira e a plataforma já está sendo traduzida para o espanhol.

 

Além disso, a equipe firmou parceria com o governo britânico para o desenvolvimento de uma inteligência artificial para o público idoso que vai possibilitar que as informações gerem alertas baseados em cruzamento de dados. A expectativa é lançar o produto em 2019.

 

Leia a matéria original:

https://www.dci.com.br/empreendedorismo/plataforma-de-gest-o-de-saude-tem-foco-em-assistencia-a-idosos-frageis-1.713497​

 

VOLTAR

 

 

 

Please reload

Posts Recentes

September 18, 2019

September 10, 2019

Please reload